Setor petroquímico

A indústria de mineração e petrolífera emprega maquinários e equipamentos que podem ser fontes relevantes de ruído e vibração, quando presos por exemplo às operações de perfuração e bombeamento dos materiais extraídos.

Além disso, as estruturas dos equipamentos são realizadas em materiais metálicos (por exemplo, plataformas petrolíferas offshore) que favorecem a amplificação e a transmissão das vibrações introduzidas pelas fontes.

A vibração pode provocar danos às estruturas e às máquinas que induzem à fadiga, também os operadores de tais instalações estão sujeitos a perturbações causadas por vibrações e ruído, com consequências de stress e de possíveis ferimentos.
 
De uma forma geral, torna-se evidente a necessidade de usar suportes antivibrações para uma finalidade dupla: isolar as máquinas fontes de vibração para evitar a entrada da energia vibratória nas estruturas da instalação de extração e proteger os sistemas mais delicados (quadros elétricos, instrumentação e outros equipamentos eletrônicos) contra vibrações ambientais.

Se sob esses aspectos somarmos o objetivo de reduzir ao mínimo as paradas de atividade causadas por avarias e o requisito de operar sempre com a máxima segurança, podemos concluir que os dispositivos antivibrações a serem usados devem ser muito confiáveis e devem ter sistemas de segurança que garantam a manutenção das conexões também em caso de falha/desgaste das partes em borracha: na gama Vibrostop, a seleção vai assim para a série Vibrostop AA e para as cargas mais altas, para o Vibrostop TSZ.

Caso surja também o requisito de resistência máxima aos agentes ambientais (corrosão salina e altas excursões de temperatura) e/ou à contaminação com óleos e combustíveis, a escolha deveria ser dar preferência aos isoladores das séries Vibrostop MM e Vibrostop Cavoflex.